terça-feira, 27 de junho de 2017

Como usar: maxi cardigan

Sobre peças de roupa que eu eu AMO: cardigan (ou cardigã, ambos são corretos). Mas esse amor aumenta quando opto por maxi cardigans, que além de confortáveis, dão aquela atualizada em qualquer look.
 A peça é conhecida pelos seus clássico botões frontais e ausência de gola, recebendo esse nome para homenagear o Conde de Cardigan e seu tradicional casaco que virou uniforme dos seus soldados.
Além do modelo tradicional, o modelo maxi é um charminho que tem tudo a ver com o inverno e pode ser usado sobre as mais variadas peças e looks.
 O mais legal da peça é poder brincar com comprimentos, por exemplo, usar vestidos mais curtos que o casaco. Ele também vai super bem com jeans e as melhores combinações são as mais básicas, justamente para que a peça seja o ponto-chave do look.
Seu efeito visual é de alongar a silhueta e também afiná-la, já que ajuda a esconder o volume abdominal e dos quadris (você é linda e não precisa esconder nada, mas eu sei que a gente adora um efeito visual harmônico na produção). 
 Para deixar o visual ainda mais longilíneo invista também no salto alto, mas calçados que deixam o peito do pé a mostra também costumam alongar o corpo. Porém, para o frio que anda fazendo, não tem muito como fugir das botas, certo? Então os calçados acabam variando com a ocasião, o estilo do look e a temperatura. 
O maxi cardigan pode ser um excelente forma de incentivar o uso do comprimento midi, caso você ainda tenha dificuldade em incluí-lo no seu guarda-roupa habitual.
Só de olhar a peça já transmite conforto, né?
Eu AMO e fiquei doida pra usar um cinza que eu tenho e vai quase até o pé, hehehe.
Beijocas

domingo, 25 de junho de 2017

Instagram: globetrotters & travelers

O clima de viagem continua na minha cabeça e também fica visível na timeline do meu Instagram, kkk. São vários os perfis que dão dicas de roteiros e viagens, tanto para quem pretende se aventurar sozinho, em casal, com amigos ou turmas, dentro ou fora do país, mas vamos focar nas blogueiras que vivem para viajar e enchem nossos olhos com cliques impecáveis, 
Debi Flügge - blogueira e viajante alemã
Os globetrotters ou travelers são as pessoas que percorrem o mundo  e são exploradores de lugares. Estão viajando a maior parte do tempo, compartilhando e vivenciando experiências e registrando em forma de fotos incríveis como todas as que vocês vão ver nesse post.

As redes sociais facilitaram a divulgação dos lugares e inclusive tornaram o ato de viajar um negócio rentável comercialmente. Muitos são os blogueiros que viajam inclusive com uma boa equipe para registrar todos os destinos e roteiros da melhor forma. E a gente AMA acompanhar, né? Melhor do que isso, só a gente pudesse embarcar junto...
Leonie Hanne - blogueira e viajante alemã
No Brasil, a Micheli Fernandes é uma das maiores representantes do tema e compartilha fotos muito maravilhosas (sério, vale muito dar uma conferida no perfil da bonita!). Além das viagens, ela também fala de moda e gastronomia.
Micheli Fernandes - blogueira e viajante brasileira
Lauren Bullen - blogueira e viajante inglesa.
Ellie Bullen - blogueira e viajante turca
Fotos de babar, né? Se tiverem mais indicações de perfis para seguir, aceitamos sugestões! hehe
Beijocas

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Tendência: casaco de pele

Para dar a largada no inverno de 2017, vamos falar de uma tendência bem quentinha que sempre ressurge nessa época do ano! As peles estão em alta novamente!
 Gosto sempre de começar evidenciando o fato de que sou contra o uso de peles animais e que as peles fakes são maravilhosas, mais baratas, de fácil manutenção e evitam um problema ambiental gigantesco causado pela extinção e morte de animais que alimenta uma indústria cruel e desnecessária, certo?

E muita gente dúvida da possibilidade de usar pele no Brasil, um país tropical. Mas aqui no sul, meu bem, a gente passa frio pra caramba e as peles são quase que obrigatórias mesmo! De qualquer forma, sempre existe uma forma confortável de incluí-las no look nas mais variadas temperaturas.
Confere as nossas ideias... 
 Assim como toda peça volumosa, o visual ficará mais equilibrado ao combinar com outras peças ajustadas ao corpo. Vale usar calça skinny, legging, meia calça e até calça flare.

Uma solução para as fashionistas das cidades quentes é usar o casacão com blusas curtas e saias com meia calça fina. Elegante, diferente e equilibrado!
 Muito mais que tons neutros, os pelos coloridos são bem mais moderninhos e deixam o look divertido acima de tudo!
 E com todas essas fotos de street style dá pra ver que os casacos de pele não são mais exclusividade dos eventos noturnos, cheios de glamour, né? Dá pra incluir no dia-a-dia sem medo de ser feliz!
Já aderiram à moda? Coisa linda, né?
Beijocas

terça-feira, 20 de junho de 2017

Por aí: Curitiba

Quem aí aproveitou o feriado pra passear? 
Como havia adiantado, aproveitei os dias de folga pra turistar em Curitiba depois de 12 anos. Minhas lembranças da cidade eram muito vagas, até porque eu era criança a última vez que estive lá, mas pude comprovar novamente o porquê dessa cidade ser tão linda.
Calçadão da XV de novembro.
Cheguei na quinta-feira à tarde e depois do check-in no hotel fomos pra Feirinha da Osório que aconteceu no feriado. Eu que faço a louca da feirinha não sei dizer o que eu mais gostei (provavelmente dos chinelinhos de pano de R$13 e dos pães integrais de verdade), mas lá você realmente encontra de tudo. Na ala gastronômica as barraquinhas vendiam comidas típicas de vários países e regiões do Brasil, indo do acarajé ao quentão, do pão de queijo ao churrasquinho.
Feirinha da Osório e Calçadão da XV de Novembro
Além das feirinhas tradicionais das praças, o centro de Curitiba é um verdadeiro paraíso para as comprinhas. Tem muita loja barata de todos os itens possíveis e imagináveis. Dá pra passar dias entrando e saindo de cada cantinho, descobrindo várias inutilidades bem úteis, como sempre falo pra minha mãe (amamos uma lojinha popular tipo $1,99, kkk). 
Palácio Avenida onde acontece o famoso concerto de Natal com as crianças cantando nas janelas.
Na sexta-feira embarcamos na famosa "Jardineira", hoje conhecida como Linha Turismo, que passa por 25 pontos turísticos da cidade e te permite reembarcar 4 vezes nos ônibus de 2 andares que passam de 30 em 30 minutos em cada ponto. Nós optamos por desembarcar no Jardim Botânico, no Mercado Municipal, na Opera de Arame e acabamos descendo antes do fim do passeio devido à nossa programação.
Curitiba é uma cidade reconhecida pelo seu potencial ecológico e ambiental, as ruas são arborizadas, existem muitos parques e reservas que mesclam a paisagem urbana com muito contato com a natureza.
Roteiro da Linha Turismo que inclui o Teatro Paiol, Jardim Botânico e Parque Tingui (nas imagens), além do Museu Oscar Niemeyer, Parque Tanguá, Centro Cívico, Bairro Santa Felicidade e outros...
São muitas as catedrais, igrejas, capelas e templos das mais diversas religiões e culturas. As construções históricas e obras arquitetônicas também são de encher os olhos (e a memória do celular - oi pra você que tirou 700 fotos em 4 dias).
Detalhes da Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz na Praça Tiradentes.
Mais um ponto alto da minha viagem incluiu a Feira do Largo da Ordem que acontece aos domingos e reúne milhares de barracas de artesanato, quadros, roupas, itens esotéricos, livros, discos e antiguidades. Pra acompanhar, é claro, tem muita comida de feira, como pastel, sonho, pipoca, quentão, café, algodão doce, etc, etc, etc e artistas de rua - gente que faz música com pouco recurso e eu amo infinitamente. Eu passaria tranquilamente o dia todo olhando detalhe por detalhe porque realmente é encantador!
Feira do Largo da Ordem 
Quem admira paisagens urbanas também vai AMAR essa cidade. Tem muitas pichações, sim, mas os grafites e a arte estampada nas calçadas, nas placas e nos prédios fazem do dia-a-dia corrido de uma capital ser muito mais bonito e agradável.
Grafite maravilhoso em frente ao Jardim Botânico
Pra finalizar, um dos meus locais preferidos da viagem, o Mercado Municipal. Provavelmente é mal de nutricionista, né? kkk, mas não perco a oportunidade de conhecer os mercadões e feiras de comida de todas as cidades que visito. Sempre há um alimento novo para descobrir, uma cultura ou um modo de produção que só tem a acrescentar no nosso conhecimento e paladar.
Mercado Municipal de Curitiba com diversas bancas e lojas de produtos naturais, frutas, verduras, peixes, carnes e especiarias.
Nesse post não inclui meus roteiros gastronômicos, mas você puderam ver pelo Instagram que eu experimentei de tudo em todos os lugares! hahaha. Santa Felicidade é um bairro gastronômico tipicamente italiano que contempla restaurantes, padarias, confeitarias e a Vinícola Durigan (embora eu seja meio bairrista pra vinho e defenda SC com todas as forças). Não deixem de comer no Restaurante Madalosso (mas se preparem pra isso, eles vão te encher de massa até você gritar que chega). 
Vinhos Durigan
E pra quem vai viajar, vale ficar de olho em descontos ou promoções que estejam ocorrendo na cidade, ou mesmo buscar cupons de desconto para antecipar suas comprar pela internet, usando sites como o Cupom Válido, por exemplo. Isso vale também para a busca de hoteis e passagens, independente do destino.

E é isso, galera! Feriado foi uma delicinha e pude recarregar as energias para este segundo semestre. Como sempre eu já volto pra casa pensando na próxima viagem, kkk.
Espero que tenham gostado! Beijocas.

domingo, 18 de junho de 2017

Decoração de inverno

Pra iniciar a semana do inverno com um clima super aconchegante, vamos falar de decoração!
Você sabe como deixar seus cantinhos preferidos com a cara do inverno? E melhor, usando itens que já são consagrados na moda? 
Então confere as nossas ideias! 
O tricô é um curinga que amamos nos looks de inverno e vem ganhando cada vez mais espaço na decoração. Suas tramas entram nas capas de almofada, puffs e até mantas com várias espessuras de fios, cores e pontos.  E se você teve a sorte de aprender a tricotar ou fazer crochê com as suas avós e mães, não tem porque não criar uma decoração com a sua cara!
Assim como o tricô, as peles estão em alta e podem adornar cadeiras e sofás, trazendo aconchego e aquecendo os dias gelados nas salas, nos quartos e também no home office. 
Pra manter a classe do clima frio, as cores que mais combinam com os tricôs e peles também são frias. Invista no preto, prata, cinza e todos os tons pastel, bem clarinhos. 
Não esqueça de caprichar nas mantas, cobertores e capas para camas e sofás, que além de aquecer também compõe um visual bem estiloso. 
As peles se encaixam tanto na decoração clássica como no ambiente mais rústico. É possível incluí-lo em salas e quartos marrons, com detalhes em madeira e adornados com cores quentes. 
E um item indispensável para aquecer os ambientes e finalizar a decoração são os tapetes. Tanto os tapetes de pele, de pelos, de fios bem fofinhos ou também estampados acabam criando um clima de muito conforto. 
Estou encantada por esse post! Imagens acolhedoras, né?
Beijocas

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Vou ali e já volto!

Oi amores! Vamos aproveitar o feriado para dar uma fugidinha? Retorno na semana que vem com posts da viagem rápida, mas necessária para recarregar as energias!
Me acompanha no Instagram pra não perder os detalhes *-*
Bom feriado para nós!
Beijocas

terça-feira, 13 de junho de 2017

Detalhes de inverno

No clima dessa semana gelada, unimos vários detalhes como inspiração para a produção dos seus looks nesse feriadão...
Invista em luvas diferentes, com aplicação de peles, confeccionadas em couro ou com estampas e cores além do convencional.
Os óculos de sol são perfeitos para complementar as produções invernais. Invista em lentes e armações grandes, lentes espelhadas e também marrons. 
Não esqueça dos já convencionais itens: gorros, toucas, boinas, cachecóis, lenços, pashminas, golas avulsas e coletes. 
Brinque com os comprimentos e com as terceiras peças. Esses detalhes sempre rendem boas combinações...
Inspirações não faltam para esse final de semana prolongado, certo?
Beijocas

segunda-feira, 12 de junho de 2017

3 looks com casacos

Oii friozinho delicioso da mamãe! No post de hoje compartilho 3 dos meus looks amados com trench coats ou casacos compridos que ajudam e muito à espantar o frio com estilo.

Me conta qual é o seu favorito?
1. Calça montaria + coturno de salto + casacão rosa bebê + tricô com gola alta
 Eu AMO esse casaco rosa chá e não tenho nem um pinguinho de vergonha de contar que foi achado de brechó! Ou seja, além da moda sustentável que eu tanto falo, ainda consegui uma peça linda e impecável que eu uso direto (e todo mundo pergunta qual a marca ou onde eu comprei). 
2. Jeans + ankle boot + trench coat + gola avulsa
Esse entrou para os meus preferidos pelo conforto clássico do jeans com casacão. Além de quentinho, achei que ficou uma combinação simples, mas super bonita. O trench coat já é um velho conhecido dos invernos pesados aqui no Sul e é uma forma estilosa de aquecer o look. 
3. Calça montaria + botar over the knee + trench coat + cachecol
Pra fechar tem mais um look com trench coat (os meus são sempre escuros pra poder usar sempre). Leggings e calças montaria são muito úteis nessa época, né? Combinam com tudo e ficam ótimas com botas de cano longo. 

Gostaram? Seguido posto alguma coisa lá no Instagram também, viu?
Beijocas

domingo, 11 de junho de 2017

Frio: 8 dicas de beleza

O frio chegou com tudo aqui em Santa Catarina, assim como em toda a região Sul. Na serra e lugares mais altos do estado chegou até a nevar. Com os termômetros lá embaixo, sabemos que alguns cuidados de beleza são necessários para evitar problemas estéticos comuns da época.

Confere aí as nossas 10 dicas para cuidar da sua beleza no frio.
1. Evite o chuveiro muito quente e banhos muito longos: sabemos que tomar banho nesse frio não é tarefa fácil, mas vale um esforcinho pra não deixar o chuveiro com água fervendo na hora do banho. Esta prática prejudica a pele e os cabelos, estimulando tanto o ressecamento como a oleosidade excessivas, conforme o seu tipo de pele. Evite também usar buchas muito abrasivas que retiram a camada de hidratação natural da pele e prefira sabonetes hidratantes.

2. Cremes e óleos hidrantes: o mais comum de ocorrer na estação é o ressecamento da pele, principalmente regiões como pés, mãos, joelhos e cotovelos. Para caprichar na hidratação, busque hidratantes a base de ureia, manteigas e óleos, mas evite utilizá-los no rosto, por exemplo. Para a pele do rosto você deve investir em hidrantes específicos para o seu tipo de pele (ressecado, mista ou oleosa). Os óleos são indicados apenas para peles muito ressecadas. Confira nossas dicas sobre eles AQUI. 

3. Alimentação e hidratação: esse item não poderia faltar, por mais clichê que seja (você precisará ouvir de novo e de novo até dar a devida importância). Hidratação e nutrição vem de dentro e se a nossa saúde não estiver dentro dos conformes, bem como o aporte de nutrientes e de água, os cosméticos serão meros detalhes que trarão poucos resultados. 

4. Hidratação dos lábios: o vento e o frio também acabam afetando a hidratação dos lábios e para hidratá-los você deve investir em lipbalms, protetores e ceras específicas para lábios. Em contrapartida, você deve evitar usar a manteiga de cacau, pois esta atua apenas como um filme que evita a perda de água, mas não possui nenhum outro componente que ajuda a hidratar ao mesmo tempo. 

5. Hidratação das unhas e cutículas: as unhas e cutículas também acabam desidratadas no inverno e o quadro piora quando mexemos frequentemente com água quente e fria, produtos químicos e acetona. Também existem vários hidrantes destinados à cutículas e unhas, mas apenas o hidratante para mãos quando reaplicado várias vezes ao dia já rende bons resultados, bem como a alimentação e consumo de água.
6. Descamação do couro cabeludo: normalmente ocorre pela presença de fungos que se proliferam quando estimulamos excessivamente a oleosidade nos banhos quentes, não secamos adequadamente após lavar ou abafamos os fios com bonés, chapéus, toalhas ou dormindo sem a secagem adequada. Cuidado também com o excesso de temperatura do secador, chapinha e afins que podem queimar o cabelo e desidratá-lo.

7. Procedimentos estéticos: aproveite a menor incidência de raios ultravioletas e menor exposição ao sol para se submeter à procedimentos estéticos que possam gerar manchas, como a aplicação de ácidos nos peelings químicos. Os procedimentos corporais também são indicados para iniciar os cuidados voltados ao verão, como o uso de equipamentos para redução de gordura localizada e a própria depilação à laser. 

8. Umidade do ambiente: o longo tempo exposto ao ar condicionada ou aquecedores pode diminuir a umidade dos ambientes, o que pode gerar problemas respiratórios e também estéticos. Para evitar complicações, coloque vasilhas com água ou toalhas encharcadas nos ambientes secos, evite temperaturas muito altas nos equipamentos, bem como a exposição direta ao ar seco. 

Já estão usando algumas dessas dicas? 
Vamos cuidar da nossa beleza para desfrutar ainda mais a estação mais fria do ano. 
Beijocas

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Clássicos: jaqueta de couro

Adquirir uma jaqueta de couro não é gasto, é investimento! Essa peça vai ser muito útil no seu guarda-roupa por muito tempo, tendo uso em todas as estações. Nesse post você encontra inspirações femininas e masculinas para mandar bem na produção.
A jaqueta de couro é uma verdadeira dádiva fashion! Ela nunca sai de moda, corta o vento, é quentinha, combina com vários estilos e ocasiões e é pra lá de democrática!
Um segredo na hora da compra é investir nos modelos clássicos, com zíper frontal e sem muitos adornos. A cor preta se sobressai sobre o couro colorido e se perpetua no armário (tenha pelo menos uma pra chamar de sua!). O comprimento da jaqueta não deve ser nem muito curto nem muito longo para facilitar as combinações.
Para eles também existe uma série de modelos de jaquetas de couro, das mais esportivas às mais sofisticadas. A preta básica é fundamental, mas o couro marrom também pode ser uma excelente pedida para variar os looks.
Aí entramos em outra discussão: utilização do couro natural ou fake na confecção das peças. Eu sempre prezo pela sustentabilidade e pelo cuidado do meio ambiente na moda. Sabemos que é possível encontrar peças em couro sintético de excelente qualidade e custo menor sem a necessidade de usar matéria prima animal.
Gostaram das inspirações? Jaqueta de couro é um curinga que não pode faltar!
Beijocas

terça-feira, 6 de junho de 2017

Georgias - peças feitas à mão

O post de hoje tem um quê muito especial. A Georgias é mais que uma marca de camisetas ou estampas, mas um conceito que vem ganhando cada vez mais espaço no mundo da moda.

A arte handmade - feita à mão - já foi vista como algo ultrapassado depois do surgimento das indústrias de larga escala e produção em série, mas é pela sua delicadeza dos detalhes e pelo trabalho minucioso que merece destaque em meio à uniformização do modo de vestir atual.  
A Georgias é conduzida pela Deise e pela Diesy que mantém profissões paralelas à marca. A ideia veio há 5 anos pela vontade de criar estampas que não conseguiam encontrar no mercado, assim como a possibilidade de recriar imagens que às inspiravam. Após criarem as primeiras peças, os amigos começaram a fazer seus pedidos e o negócio foi tomando forma, sempre em pouca quantidade e entre os conhecidos. 
"Peças feitas á mão, em baixa escala. De algodão, do coração!"
As inspirações vêm de desenhos próprios, capas de discos, filmes, livros, artistas e ilustradores que ambas admiram. Muitas vezes o próprio cliente  envia  a estampa que quer e elas trabalham no conceito dela, desenvolvendo esboços e trocando ideias até o resultado final.
Os materiais pensados para transmitir os conceitos e pensando também em assegurar a durabilidade. Além das tintas e pinceis, algumas peças são bordadas com lantejoulas, paetês, pedraria ou apenas com linhas coloridas, criando texturas e diversificando os produtos.

Perguntei pra elas sobre a importância desse trabalho manual e elas me responderam que "trabalhar com peças feitas á mão significa pensar em cada detalhe, desenvolver estampas personalizadas e com a cara do cliente, priorizando a qualidade do tecido, a durabilidade e a diversificação. Pelo fato de cada traço e cada ponto ser feito de individualmente, cada camiseta ou almofada tem suas peculiaridades: um risco, uma forma ou cores diferentes."
Não é encantador, gente? Sou fã desde que conheci e admiro demais quem se dedica à essa personalização, afinal, em cada peça fica um pedacinho de quem confeccionou e isso dá muito mais sentido àquilo que vestimos diariamente. 

Visite e conheça:
LOJA ONLINE / SITE   |   INSTAGRAM    |   FACEBOOK

Beijocas

Beauty Shop: looks de fim de ano

O ano voou e dezembro está indo na mesma frequência.  E você já parou pra pensar no look que vai usar nas festas de fim de ano? Se aind...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...