terça-feira, 21 de junho de 2016

Dossiê da meia-calça

Com a chegada do inverno, nada mais justo do que colocarmos em pauta uma das peças mais características da estação. Reunimos várias dicas e ainda diferenciamos os principais modelos disponíveis no mercado. Dá só uma olhada...
Pra começo de conversa, uma boa meia vai bem com saias, shorts e vestidos. O que mais gosto nelas é a possibilidade de fugir da rotina das calças de todo dia. Não é tão fácil acertar no look, embora sejam versáteis, porque cada tipo de meia tem um estilo diferente e complementa um look diferente. Porém, hoje daremos foco aos tipos e cuidados que devemos ter sobre elas. 
NUMERAÇÃO DE  FIOS

Os fios se dividem em três categorias, basicamente:
1. Fios finos: Partem do número 7 (a famosa meia-calça "invisível), passando pelo 10, 13, 15 e chegando até o 20. No menor número, normalmente encontram-se somente meias incolores (justificando seu título de "invisível). A partir do 10 é possível encontrar outras tonalidades, principalmente pretas e fumê (termo super antigo, mas não existe outro que exemplifique falando em meia-calça, né? hehehe). Essa categoria é a que desfia com maior facilidade, mas é ideal para ocultar pequenas imperfeições e manchas na pele. As opções em cores deixam uma transparência sutil que deixam os looks sofisticados e com um toque de sensualidade. 

2. Fios grossos: Começam no fio 40, passam pelo 60, 70 e chegam ao 80. No fio 40 ainda há uma transparência muito suave, desfia com facilidade e a cor da meia é predominante sobre a cor da pele. Essa transparência vai diminuindo até atingir o 80 em que é totalmente opaca e mais difícil de desfiar

3. Fios muito grossos: Vão do 110 ao 150 e normalmente se assemelham à malhas ou lãs. A partir do 110 é comum encontrá-las sem os pés, como se fosse uma legging, sendo uma excelente opção para usar no inverno, pois são tão quentinhas como calças e ficam super ajustadas às pernas. 
As estampas e cores são as mais variadas possíveis e algumas já viraram clássicos, como é o caso da meia arrastão e da risca de giz. Hoje em dia, sites como o AliExpress comercializam milhares de estampas divertidas e criativas para qualquer estilo. Além disso existe ainda uma linha terapêutica de meias para varizes, varicoses e problemas de circulação, como as de compressão e sem ponteiras. 

Mas eu sei muito bem que o interesse maior de vocês está nas dicas para aumentar a durabilidade das meias e facilitar seu uso, correto? Então vamos lá...
  • Confira sempre o tamanho da meia-calça para não errar na escolha. Normalmente a comparação de tamanhos está descrita em tabelas que equivalem o PP, P, M, G, GG, EG com quilos de peso ou com o número habitual do vestiário. Visualize também a cor da meia, normalmente demonstrada por pequenas aberturas da embalagem (a cor da meia nem sempre é a mesma cor da imagem da embalagem - já me enganei várias vezes).
  • Compare a cor da meia com a cor de seu braço, caso queira um efeito natural. Aliás, tons mais escuros que supostamente deixariam a pele bronzeada podem destoar completamente do restante do corpo e deixar o visual estranho. 
  • É possível disfarçar ou acentuar as curvas de seu corpo com a meia certa. Quem pretende disfarçar pernas grossas deve evitar estampas e escolher os modelos mais básicos. As cores escuras também atuam nesse disfarce de tamanho, mas tudo depende do look como um todo. Quem deseja engrossar as pernas pode investir sem medo nas estampas, texturas e cores. Fios finos podem deixá-las ainda mais esguias, por isso deve-se acrescentar algum tipo de detalhe. 
  • Colocar meias muito finas é um desafio, pois só de olhar elas já desfiam. A dica é livrar-se de adornos como os aneis, assim como unhas quebradas ou cutículas pontudinhas (tudo ajuda na hora de acabar com uma meia). Outra dica é colocar luvas de inverno para calçar as meias (melhor dica!). Amontoe as pernas da meia e coloque nos dois pés, puxando vagarosamente por todo o comprimento, um pouquinho em cada perna, até que ambos os lados atinjam a linha cintura. 
  • Para lavar as meias, coloque-as em uma bacia com um pouco e sabão em pó e amaciante. Sacuda as peças nessa água e depois passe na água corrente para remover o sabão. Torça com muito cuidado e deixe secar à sombra. Não aconselho lavar na máquina, a não ser que em sacos específicos para este fim. 
  • Guarde-as em uma gaveta específica ou separada de outras peças para evitar que adquiram bolinhas ou desfie pelo contato. 
  • Caso a meia desfie na hora da festa, evite que o fio percorra toda a extensão colocando uma gotinha de base de unhas ou esmalte incolor no local danificado.
  • Dizem que uma maneira de deixar a meia mais resistente é lavá-la em água corrente, torcer, deixando-a úmida, e levar ao congelador em um saquinho fechado. Quando congelada, leve ao varal para secar. Confesso que eu nunca testei, mas já ouvi muita gente garantindo a eficácia do processo.

E cada um tem uma dica boa sobre esse assunto, né? Se quiser compartilhar a sua, deixa aí nos comentários! :D Beijocas

Um comentário:

  1. Oi Amanda
    Boas dicas sobre meias finas, eu raramente uso, pois não sou adepta de vestidos, saias, quando uso meia fina é 3/4 com calça comprida.
    Beijo

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário com elogios, críticas, dúvidas e sugestões!
Sua opinião é muito importante para o Rendas e Paetês! :)
Agradecemos sua visita e volte sempre!

Bolsa de palha

Nada de Louis Vuitton ou Chanel. A bolsa que você vai desejar nesse verão é outra! Diga oi para a queridinha desse verão: a bolsa de pal...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...