segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

A (r)evolução da Barbie

Dia desses estava dando aquela famosa "voltinha" na internet procurando jogos e conteúdos, até que cheguei em um site super legal (aliás, foi nesse link AQUI  -  que vou recomendar porque fiquei horas brincando...) repleto de jogos inspirados na boneca mais famosa do mundo. Tal situação me fez refletir sobre a importância dos jogos de vestir e o mundo das bonecas na vida de uma menina e, consequentemente, de uma mulher. Como esse assunto acabou me inspirando bastante, trago esse post como uma breve reflexão, ok?
Um dos assuntos mais discutidos nos últimos dias, sem dúvida, foi a evolução da boneca Barbie, que ganhou novos modelos corporais, etnias, cabelos e tons de pele.
Vou começar falando sobre a moda como um todo. Para alguns é uma atmosfera supérflua, mas para o sexo feminino tem uma grande importância na formação e expressão da personalidade, além do reconhecimento dos valores pessoais. Nosso primeiro contato com esse mundo normalmente vem através das roupinhas de nossas bonecas e as primeiras escolhas nas lojas e em nosso próprio guarda-roupa.
Desde que a boneca Barbie foi criada, em 1959, pela Mattel, ela atua como forte influência sobre a moda, o estilo e os formatos corporais entre crianças e adolescentes.  Além da beleza, a boneca esbanja vitalidade e jovialidade, constituindo um "padrão" à ser seguido. Sem dúvidas, o advento da internet trouxe o fácil e rápido acesso à informação, seja ela positiva ou negativa, e propagou com maior ênfase a suposta "necessidade" de seguir um padrão de corpo, cor de pele, cor de olhos e cabelos considerados ideais.
Nesse aspecto, o discernimento é fundamental para julgar a distância dos biotipos, etnias e culturas com padrões irreais e desnecessários de beleza. Mas a última da Mattel é que, finalmente, a boneca ganhou curvas, alturas, cabelos e tons de pele reais. É claro que a geração que vivenciou e idolatrou a boneca esguia não conseguirá vê-la de outra forma, mas para as crianças que nascem e crescem agora, será um ganho em termos de tolerância, igualdade e respeito. Dessa forma, esperamos que a brincadeira de vestir e embelezar possa continuar atuando no desenvolvimento critico e na forma de expressão de milhões de meninas espalhadas por todo o mundo, acarretando em auto-estima e amor-próprio ao longo da vida, o que realmente tem valor.

Já vi muita gente criticando essa revolução da Barbie, mas eu prefiro, sem dúvidas, ver pelo lado positivo. Tava na hora né? E voltando ao início do post, essa página tem joguinhos bem legais! hahaha.
Beijocas

4 comentários:

  1. achei seu post que além de nos fazer refletir nos faz pensar que algo tão bobo pode influenciar de alguma forma uma menina .. eu joguei muitos jogos assim que além de tudo me fizeram a gostar mais sobre um tipo de roupa e tal e para essas meninas que agora podem se ver de uma certa forma nessas bonecas lindas e cada uma com seu jeito .

    beijos

    http://www.loucaapaixonada.com/

    ResponderExcluir
  2. finalmente a barbie evoluiu né gente, pq querendo ou nao serve de modelo para a maioria das meninas desde mt cedo

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. amei a barbie assim!
    Ótimo post!

    >>> http://gilustre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda
    Fica difícil pra quem conviveu com a antiga Barbie, vê-la num outro contexto, forma, cor, obviamente houve uma evolução, era necessária, mas para quem brincou com a antiga é difícil agradar tanto desta nova boneca.
    Beijo

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário com elogios, críticas, dúvidas e sugestões!
Sua opinião é muito importante para o Rendas e Paetês! :)
Agradecemos sua visita e volte sempre!

Os signos por @nanaths

Você já deve ter visto a descrição perfeita da personalidade do seu signo conforme as ilustrações da  @nanaths , certo? As imagens estão da...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...